Resenha | A Hora do Lobisomem

A Hora do Lobisomem
Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 152
Cortesia da editora

Avaliação: 4/5
Adicione ao Skoob



Sinopse: UMA CRIATURA CHEGOU A TARKER’S MILLS. AHORA DELAÉAGORA, OLUGARDELAÉAQUI

O primeiro grito veio de um trabalhador da ferrovia isolado pela neve, enquanto as presas do monstro dilaceravam sua garganta. No mês seguinte, um grito de êxtase e agonia vem de uma mulher atacada no próprio quarto. Agora,a cada vez que a lua cheia brilha sobre a cidade de Tarker’sMill, surgem novas cenas de terror inimaginável. Quem será o próximo? Quando a lua cresce no céu,um terror paralisante toma os moradores da cidade. Uivos quase humanos ecoam no vento. E por todo lado as pegadas de um monstro cuja fome nunca é saciada. Um clássico de Stephen King,com as ilustrações originais de Bernie Wrightson.
Resenha
"Uma criatura chegou a Tarker's Mills, tão sorrateira quanto a lua cheia presidindo o céu noturno. É o Lobisomem, e não há mais motivo para o surgimento dele do que haveria para a chegada de um câncer ou de um psicótico com intenções assassinas ou de um tornado devastador. A hora dele é agora, o lugar dele é aqui."

A pequena cidade de Tarker's Mills era tão pacata, tudo acontecia conforme deveria acontecer e sem grandes novidades. Mas a calmaria deu lugar ao medo e ao desespero. O pânico passou a tomar conta dos moradores. Uma série de assassinatos brutais começou a acontecer e os rumores são que uma terrível besta está por trás deles.
Toda noite de lua cheia a criatura sai à procura de sua próxima vítima. Ela quer sangue. De janeiro a dezembro a besta aterroriza a cidade e os moradores não fazem ideia de quem ela possa ser. A besta pode ser qualquer um, ela pode estar em qualquer lugar. Alguns acreditam ser alguém usando uma fantasia para se esconder atrás do mito do lobisomem, outros se apavoram com a certeza de ser uma fera que chega com a noite.


"Então o grito dos porcos começa a oscilar e parar. Sim, eles pararam. Um a um, eles pararam. Os guinchos morrem em sons roucos e sangrentos de gargarejo. A Besta uiva novamente, o grito tão prateado quanto a lua."

Os meses se passam e os ataques não param. Apenas um sobrevivente. Esse sobrevivente conseguiu deixar uma marca na criatura, quando se depara com ela na forma humana a reconhece e fica ainda mais apavorado. Não pode contar a ninguém, mas precisa encontrar uma maneira de fazer com que ela pare. Os assassinatos precisam parar. A besta tem que morrer.


"Nos últimos três dias, teve sensações familiares: uma grande inquietação, uma impaciência quase alegre, uma sensação de tensão no corpo. Está chegando de novo; a mudança está se aproximando. Esta noite, a lua vai subir cheia, e os caçadores estarão na rua com seus cachorros. Bem, não importa. Ele é mais inteligente do que acreditam. Eles falam de um homem-lobo, mas só pensam no lobo, não no homem."
Minha impressão
Eu fiquei tanto tempo sem conseguir ler um livro do King (tudo culpa de O Iluminado que me deixou mais de dez anos traumatizada kkkkk) que estou amando a experiência de voltar a ler os livros dele. Levei muito tempo até conseguir pegar um livro de terror para ler e agora já consigo ler King (momento orgulho)! 

A Hora do Lobisomem é um livro sangrento, brutal, que mostra a natureza de um lobisomem. A criatura é extremamente feroz e ataca sem piedade. Quando o dia amanhece ela volta à sua forma humana sem se lembrar de nada do que aconteceu na noite anterior. Com o tempo, essa pessoa entende o que estava ignorando há meses - eram muitos sinais -, ela é o lobisomem que está atormentando a cidade.  A maneira como o autor revela a pessoa por trás da criatura é sensacional, ao mesmo tempo em que nos confidencia a identidade do lobisomem ele nos mostra os seus medos e como a pessoa se sente em relação a tudo o que está acontecendo com ela. 

O livro está organizado em contos que representam os meses do ano, cada conto apresenta uma peça do quebra-cabeças e todos se interligam. São histórias curtas e entre as páginas encontramos belíssimas ilustrações originais de Bernie Wrightson. No final nós ainda temos quatro ilustradores brasileiros que nos presenteiam com ilustrações inéditas que representam as suas cenas favoritas da obra. 

O trabalho da editora está espetacular, o livro possui capa dura e com o lobisomem em alto-relevo. As ilustrações eu já comentei que são maravilhosas, elas iniciam e finalizam os contos e cada um deles possui uma ilustração no meio com a cena mais crítica representada. 

2 comentários:

  1. Nunca li o livro desse autor. Não curto livro livro de terror mais a resenha foi interessante.

    ResponderExcluir
  2. Oi Beatriz,
    É mais um livro do mestre do terror que não conhecia , mas que chamou muito a minha atenção. Acredito que a proposta de King para este enredo está em mexer com a mente do leitor através de possibilidades e sondar os mistérios por trás de uma pequena cidade, fazendo desta a protagonista ao invés dos vários personagens presentes. Como histórias que envolvem lendas urbanas sempre mexem mais com a minha imaginação é certo que A hora do Lobisomem é um livro que vou querer ler.

    ResponderExcluir

® Blog Thays M. De Lima - Layout por A Design