Resenha | O Casal que Mora ao Lado

O Casal Que Mora ao Lado
Shari Lapena
Editora: Record
Páginas: 294
Cortesia da editora

Avaliação: 5/5
Adicione no Skoob

Marco e Anne foram convidados para irem a um jantar na casa do casal de vizinhos, eles têm uma bebê de seis meses mas a vizinha pediu que não a levassem. Como as duas casas são coladas e eles vão estar com a babá eletrônica, decidem ir. Só que ao voltarem para casa eles não encontram a filha e a porta da frente estava aberta. Continue lendo a resenha e saiba mais sobre a obra.
Marco e Anne têm uma bebê de seis meses e, como qualquer criança dessa idade, ela é bem agitadinha. A vizinha preparou um jantar para comemorar o aniversário do marido e chamou o casal, mas pediu que eles não levassem a bebê. Desde que Cora nasceu, Anne quase não sai de casa e está sofrendo de depressão pós parto, então eles acharam uma boa ideia ir ao jantar.

O casal contratou uma babá e pouco antes do jantar ela cancelou. Anne se ofereceu para ficar em casa, mas Marco a convenceu de que ficaria tudo bem, eles deixariam Cora dormindo em seu berço e revesariam para olhar a filha a cada 30 minutos. Como a casa é geminada (colada uma com a outra e igual dos dois lados) e eles vão estar com a babá eletrônica, Anne decide ir.
Durante o jantar, todos bebem muito e Anne percebe que a sua vizinha (que já foi a sua melhor amiga) está se insinuando para o seu marido, claro que isso a incomodada e ela resolve voltar para casa. Marco quer ficar mais um pouco e ela está decidida, então eles de despedem e vão para casa. Já na entrada Anne percebe que a porta da frente está aberta e acha estranho, mas Marco diz que pode ter esquecido assim quando foi ver a filha da última vez.

Só que ao chegarem no quarto de Cora eles se deparam com o berço vazio. Os dois se desesperam e começam a se sentirem culpados, não deveriam ter deixado a filha de apenas seis meses sozinha. Sem ter o que fazer, eles ligam para a polícia que atende prontamente ao chamado.
As investigações começam e a polícia faz todos os procedimentos possíveis para tentar entender o que aconteceu com Cora. É fato que ela foi raptada, mas quem seria o autor desse crime e quais foram os motivos que o levaram a sequestrar a menina?

O detetive do caso não descarta nenhuma hipótese e segue as investigações por caminhos que podem não atender às expectativas da família mas que podem ter a solução para o mistério do caso.

Minha impressão
Eu estava morrendo de curiosidade para ler esse livro e agora que terminei a leitura eu posso dizer que ele é MUITO BOM. É aquele tipo de thriller que mexe com o psicológico do leitor e o leva a levantar vários questionamentos durante a leitura. A escrita da autora é muito fluída e trama é completamente viciante, eu devorei o livro de um dia para o outro. 

O livro é narrado em terceira pessoa e isso nos possibilita analisar a história por diversos ângulos, assim podemos ir criando nossas teorias para o que pode ter acontecido com a Cora. A cada capítulo surgem novas informações e a lista de suspeitos vai ficando cada vez mais restrita. Eu gostaria de poder falar sobre os suspeitos ou sobre o rumo da investigação, mas qualquer coisa que eu fale nesse sentido pode ser spoiler e ler sem saber disso, tendo a surpresa ao ler, é fundamental.

Esse livro mexeu bastante comigo, eu fiquei angustiada durante toda a leitura, dá uma agonia enorme não saber o que aconteceu com a Cora e a trama tem um toque de realidade incrível. Uma obra que eu recomendo muito, só não comece a ler antes de dormir se tiver compromisso no dia seguinte pela manhã, porque é provável que você não consiga largar o livro e vire a noite lendo!



2 comentários:

  1. Nunca gostei de livros assim, mas posso dar uma chance, já que ouvi fala muito bem desse livro 😚

    ResponderExcluir
  2. Nossa que intrigante, gostei.. esse com toda certeza vou ler..

    ResponderExcluir

® Blog Thays M. De Lima - Layout por A Design